RIO DE JANEIRO

Rua Uruguaiana nº 10, Grupo 807,

Largo da Carioca,Centro, CEP: 20.050-090. 

+ 55 21 2242.9917

PETRÓPOLIS

Estrada União e Indústria nº 9.153, 3º Andar,

Edifício Tangará, Itaipava, CEP: 25.730-736. 

+ 55 24 2245.0802

  • w-facebook
  • w-tbird
  • w-googleplus

© 2013 CAADV. Todos os direitos reservados.

Análise 500

O escritório Cunha de Almeida Advogados Associados foi indicado pela revista “Análise Advocacia 500” anuário de 2010, como um dos 500 escritórios mais admirados do Brasil.

 

 

O anuário Análise Advocacia 500 - Os mais admirados do direito é o maior e mais relevante levantamento realizado no mercado jurídico brasileiro. Para identificar quem são os mais admirados escritórios de advocacia e advogados do país, a Análise Editorial conduz todo ano uma pesquisa detalhada com os que tem mais a dizer: seus clientes.

Os diretores jurídicos das 1.500 maiores companhias brasileiras são consultadas pela equipe da Análise Editorial e votam nas bancas e profissionais que mais admiram, independente de utilizarem os seus serviços. O resultado é uma visão única dos serviços jurídicos disponíveis no Brasil e quem, na opinião das empresas que os contratam, são os mais qualificados para prestá-los.

A pesquisa é dividida em 12 áreas do direito: ambiental, cível, consumidor, contratos comerciais, exportação e importação, infraestrutura e regulatório, operações financeiras, penal, propriedade intelectual, societário, trabalhista e tributário. Assim é possível identificar quem são os mais admirados em cada ramo, além de indicar as bancas que se destacam em diversas áreas. Na edição estão relacionados os 500 escritórios mais admirados segundo as grandes companhias, acompanhados de perfil completo a respeito da sua atuação, tamanho e principais advogados.

A exemplo de publicações internacionais como Latin Lawyer, Chambers & Partners e Who's Who Legal, a publicação Análise Advocacia 500 - Os mais admirados do direito tornou-se uma referência absoluta no mercado jurídico brasileiro.

Empresa vai à Justiça para manter projeto em Itaipava

O GLOBO

 

"A Bauhaus Engenharia e Construções vai recorrer à Justiça para dar prosseguimento ao projeto Granja Brasil, em Itaipava (...)"

Tumulto e Liminar Impedem FEEMA de Embargar Obras do Empreendimento Granja Brasil

O GLOBO

 

(...) O embargo, no entanto, durou apenas três horas porque foi cassado por uma liminar do juiz Cláudio Luiz Braga Dell'orto, da 4ª Vara Cível da Comarca de Petrópolis, a pedido do empreendimento, que entrou ontem mesmo com uma medida cautelar para garantir a continuação das obras. (...)

Procuradoria investiga demora em Inventário

O GLOBO

 

(...) Na petição enviada ao MP, o advogado Marcelo de Almeida relata que a viúva Gabriella Besanzoni Lage era detentora, por testamento, da totalidade (...)

Decisão Inédita

O ESTADO DE SÃO PAULO

 

No Rio, a empresa carioca Bauhaus Engenharia e Construção conseguiu, na Justiça, a liberação de Cr$287,3 milhões relativos aos cruzados novos bloqueados em sua conta pelo Banerj pelo Plano Collor."..."Os advogados da Bauhaus, José Carlos Bruzzi Castello, Marcelo Cunha de Almeida e Angélica Vartuli Gouvêa, garantem que a decisão é inédita..."

A Morte Jurídica - Bloqueio dos Cruzados

Texto extraído do livro "Réus, Juízes e Culpados - Escândalos e Segredos", J.C. Bruzzi Castello, Ed. Nórdica, Rio de Janeiro, 1997. 

 

O texto passa em detalhes a atuação dos advogados Marcelo Cunha de Almeida e José Carlos Bruzzi Castello desde a propositura da Medida Cautelar perante a Justiça Federal do Rio de Janeiro, até a decisão inédita que determinou o desbloqueio de milhões de cruzados da empresa Bauhaus Engenharia e Construções Ltda.

Justiça Federal concede primeira liminar contra CPs

JORNAL DO BRASIL 

 

A Justiça Federal concedeu, no último dia 4, a primeira liminar contra a decisão do governo de obrigar as instituições financeiras - bancos, corretoras, distribuidoras - e as fundações de previdência complementar a comprarem Certificados de Privatização (CPs). Segundo Ives Granda Martins, um dos maiores tributariastas do pais, este pode ser o primeiro passo para que uma enxurrada de ações chegue à Justiça. ... A ação vitoriosa foi impetrada pela Fidúcia Distribuidora do Rio de Janeiro contra o chefe do Departamento Regional do Banco Central, Alberto de Almeida Paes. Isto porque, segundo José Carlos Bruzzi Castelo, advogado da distribuidora..." 

Demolição das mansões construídas no Joá

O ESTADO DE S. PAULO

 

..."os herdeiros de Leonor Sampaio Ribeiro dos Santos obtiveram, em abril de 1993, direito à reintegração de posse da área com ação impetrada na 35ª Vara Cível"

Juiz suspende a alienação de bens do Grupo DELFIN

JORNAL DO BRASIL 

 

O Juiz da 3ª Vara Federal, Jorge Octávio Miguez Figueiredo, concedeu ontem liminar pedida pelo ex diretor superintendente da Delfin Crédito Imobiliário, Ronald Guimarães Levinsohn..."

Caso DELFIN

JORNAL DO BRASIL 

 

"O dono da Delfin, Ronald Levinsohn..."

Caso DELFIN

JORNAL DO BRASIL 

 

"Os advogados Heleno Fragoso e Marcelo Cunha de Almeida, logo após o despacho do juiz, entraram com uma petição, na qual explicam a razão da posse dos bens"..."De acordo com o advogado Marcelo Cunha de Almeida, nessa fita existem três conversas telefônicas, da época em que o Grupo Coroa estava se habilitando para assumir o passivo da Delfin."

As Instituições Financeiras, Delfin, Coroa e outras

Texto extraído do livro "REFLEXÕES DE UM JURISTA EM COMBATE", J.C. Bruzzi Castello, Gráfica do Senado, Brasília, 1984.

 

O texto relata os abusos cometidos na intervenção do Grupo Delfin através do olhar de seus advogados, Marcelo Cunha de Almeida e José Carlos Bruzzi Castello. 

Sentença é Mantida - Acidente com o Boeing 707 da Cia. Lufthansa

O ESTADO DE S. PAULO

 

..."a 3ª Turma do TRF manteve sentença da juiza federal Tânia de Melo Bastos Reina, na qual condenava a União Federal a indenizar um pool de seguradoras alemãs..." Essa ação ordinária julgada procedente, patrocinada pelos advogados Eurico Paulo Valle, J.C. Bruzzi Castello e Marcelo Cunha de Almeida teve por fundamento a responsabilidade da União Federal, decorrente de erros dos controladores de vôo da torre do Aeroporto do Galeão..."

A Torre e o Avião

Texto extraído do livro "Réus, Juízes e Culpados - Escândalos e Segredos", José Carlos Bruzzi Castello, Ed. Nórdica, Rio de Janeiro, 1997. 

 

O texto retrata com riqueza de detalhes a ação movida por Marcelo Cunha de Almeida e o autor contra a União Federal, que resultou em pesada condenação em favor do pool de seguradora alemães por conta do acidente com o Boeing 707 da companhia Lufthansa na Serra dos Macacos. 

Advogados ousam e vão à Justiça

JORNAL DO BRASIL 

 

Os advogados José Carlos Bruzzi Castello e Marcelo Cunha de Almeida etram hoje no Superior Tribunal Federal, em Brasília, com pedido de mandado de segurança contra decisão governamental de instituir o empréstimo compulsório de 28% sobre o preço do álcool combustível..."

Uma Sustentação Oral

Texto extraído do livro "LUTA CONTRA ABUSOS", J.C. Bruzzi Castello, Ed. Record, Rio de Janeiro, 1991.

 

"Em 31-7-86, eu e meu amigo, companheiro de lutas, Marcelo Cunha de Almeida, impetramos Mandado de Segurança contra ato do então Presidente da República, José Sarney, de criar através de decreto-lei o insconstitucional (...)"

Please reload